9 de maio de 2013

Não um príncipe - mas sim a pessoa ideal


Eu sei que príncipes encantados não existem. Também sei que não devo esperar por um, muito menos por alguém que possa parecer um. O que é mostrado nos contos de fadas da Disney devem ficar por lá e nós não devemos - nunca - sonhar com alguém que possa não existir. E nem ao menos chegar.

Mas, sabe... Eu sou uma pessoa extremamente romântica. Não que o meu maior sonho seja viver um amor de verdade e passar a vida ao lado dessa pessoa. Muito pelo contrário. Eu sonho em ser independente, viajar o mundo e não ter que ser feliz ao lado de ninguém. Se acontecer, legal - aconteceu. Se não, viverei feliz sozinha. Meu namorado será o meu trabalho, e a minha vida, mais importante que tudo.

Porém, toda essa figura fria por fora é totalmente diferente por dentro. Aqui no meu coração, o desejo de encontrar alguém legal que possa me fazer feliz e me corresponder pela primeira vez (o que é reciprocidade mesmo?) está aceso. Não, eu não quero príncipes, cavalos brancos, nem perfeição. Não quero buquê de flores, aliança de prata ou coisas caras. Quero coisas simples. Que venham do coração.

Posso estar idealizando, mas o meu príncipe tem que aparecer na minha vida de repente. No começo, prefiro não perceber que a pessoa, afinal, é ele. Quero que a nossa relação seja de uma verdadeira amizade, para depois as coisas começarem a andar para outro lado. Quero que ele seja doce - nos gestos e nas palavras, e me entenda como ninguém. Que entenda o meu jeito, minhas fases loucas e meus ciúmes.

Quero que essa pessoa seja somente o meu príncipe, por mais que ele não seja regado das qualidades que os personagens das histórias possuem. Ele pode ser visto como imperfeito e não tão bom pelas outras pessoas - mas, para mim, ele será ideal. Quero que ele me conheça e saiba do que eu gosto, do que eu não gosto. Me aceite do jeito que eu sou. Me surpreenda, não me decepcione. Seja fiel e, acima de tudo, meu melhor amigo. Quero poder contar com ele nas horas boas e ruins, espero poder ligar para ele sem ter medo de estar atrapalhando e irritá-lo com a minha teimosia e meus defeitos. Que, para ele, serão insignificantes.

Não quero grude, quero um tempo só para mim. Afinal, algumas horas ou dias longe dele poderão me fazer sentir saudade. E quando nos vermos de novo, tudo vai ser maravilhoso. Quero poder passar momentos mágicos ao seu lado, conhecer a ele e a sua família, ser sua melhor amiga e a pessoa que ele sabe que pode contar pra tudo. Quero compreensão, quero conversa, quero abraço. Carinho, beijo e piquenique. Quero contar as estrelas e saber que ele me ama mais do que o total de todas elas juntas. Quero saber que, por mim, ele faria qualquer coisa. Espero, afinal, por alguém que tenha medo de me perder e que seja capaz de fazer as coisas mais absurdas para me fazer feliz.

Não que eu precise de muito. Já disse, me contento com pouco. O que vem de dentro, para mim, é o mais importante. E suficiente.

Mas, ah... Sei que ninguém exatamente dessa maneira vai aparecer assim para mim, se é que ao menos essa pessoa existe. Ele pode até cumprir um ou dois itens desse texto, mas nunca será completo desse jeito. Mas eu não ligo, sabe? Porque o que eu mais quero, é alguém que me ame. E que eu possa amar também, com a mesma intensidade. Porque os defeitos, as falhas e as faltas, nós preenchemos com o tempo. E com o mais importante de tudo: o amor.

4 comentários:

  1. Super amei o texto *--*
    Eu parei de esperar pelo príncipe de contos de fadas que nunca vai chegar e parei de idealizar a pessoa perfeita, afinal ninguém é perfeito, depois que parei com isso comecei a namorar alguém que não tinha nada a ver com o que eu achava que seria perfeito pra mim, mas é dele que eu gosto e é ele que me faz feliz e isso que importa, o príncipe mora dentro das pessoas e assim eles nos tornam princesas.
    Beijos.

    sonhosdegarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, que lindo Érika *-* é assim mesmo que acontece. Vou fazer que nem você, parar de esperar e idealizar, aí então alguém legal pode aparecer na minha vida, né? Felicidades, beijão <3

      Excluir
  2. Adorei o texto, quando a gente parar de procurar, o nosso principe aparece!
    :D

    Beijos
    Blog DresRouge

    ResponderExcluir