9 de maio de 2013

Por trás de um olhar



Essa imagem me chamou tanto a atenção, sempre a via no tumblr e nos blogs que eu visitei, acho essa imagem um mix de sinceridade, experiência, vivência e tantas outras coisas que só aqueles que já viveram e passaram por dificuldades possuem.

Outro dia eu estava voltando de uma festa com umas amigas, paramos no Mc Donald's e quando estacionamos o carro um senhor nos parou pra conversar, aquele homem tão bonito de olhos azuis, porém tão sofridos e maltratados, começou a conversar com a gente, era um mendigo... tão alegre e cheio de vida, ele cantou pra nós, recitou poemas, falou do amor de Deus, de esperança para a vida, me senti tão tocada com as coisas que ele disse, e eu fiquei me perguntando de onde ele é, porque ele vive na rua, onde está a sua família, será que tem filhos e esposa?


Ele é tão inteligente, tão humilde e com tudo o que ele nos disse e com suas atitudes, sua simplicidade e sinceridade nas palavras, quantos homens pós-graduados não possuem a inteligência e a experiência dele, quando perguntei o seu grau de escolaridade ele me disse: ô minha filha, só tenho até a 3ª série do primário, adoro ler e escrever, minha inspiração para aprender são as mulheres, a vida, o verdadeiro sentido dela. Tão alegre, sorridente e brincalhão, tinha tudo para ser uma pessoa amarga e mal-humorada, mas ele só falava de amor, bondade e esperança de uma vida melhor, a tristeza de sua alma transparecia em seus lindos olhos azuis, como sou extremamente curiosa abri o meu bocão pra perguntar se ele tinha família, filhos, esposa e essas coisas, ele começou a chorar feito uma criança, me abraçou e pediu para que eu não tocasse no assunto, porque isso era o que o feria todos os dias, eu fiquei tão sem reação, comecei a chorar com ele e fiquei tentando imaginar a dor daquele homem e tudo o que ele já havia passado, mas não consegui, ninguém sabe as dores do outro, ele me disse uma coisa muito interessante: Olha Raquel, as pessoas passam na rua e sabem que eu passo fome, frio, sede e outras coisas, mas elas não sabem o que é isso, sou uma pessoa esquecida pela sociedade, (ele mordeu o braço até deixá-lo marcado e disse: você está vendo? Você viu que eu me mordi, sabe que doeu, mas quem sentiu a dor foi eu) isso simplesmente me deixou sem saber o que falar, minhas amigas e eu nos oferecemos para pagar o lanche para ele mas ele se recusou, oferecemos dinheiro pra ele passar o dia e ele também se recusou a receber, e disse: Eu não quero dinheiro, nem comida e nada material, vocês fizeram o que há muito ninguém fazia por mim, vocês me ouviram, conversaram e cantaram comigo, me abraçaram sem medo e sem nojo, me ouviram e foram doces comigo, há muito eu precisava disso, de contato humano, ninguém gosta de ser ignorado. Olhou nos nossos olhos, pegou em nossas mãos, beijou, se despediu da gente e foi embora, como eu fiquei feliz por conhecer aquele homem, e tenho certeza que nunca o esquecerei.

Esse cara da foto me lembrou muito ele <3

Aquele homem me ensinou tantas coisas, valorizar cada detalhe da vida foi uma delas.

Raquel tem 20 anos, adora o blog e é autora desse texto lindo e emocionante. Você pode visitar o blog dela (Sky is the limit) e também conferir esse mesmo texto no blog da Aneiry (parceira do projeto), que vai ao ar no dia 16 desse mês. Se também quer ter seu texto aqui no blog, mande um e-mail para doceapego@hotmail.com com o assunto "Você no blog".



4 comentários:

  1. Nossa, Laris, até arrepiou aqui. Essa semana minha irma me disse que estava esperando o ônibus e veio um mendigo falando com elas e as amigas, dizendo que era professor de uma grande faculdade daqui do Rio, e aí eu penso, como uma pessoa pode ficar assim? Digo, o que faz uma pessoa que poderia ter uma vida tão boa, acaba perdendo tudo e ficando assim? Sei lá, eu tenho uma mania de, quando vejo alguém assim, fico imaginando a vida daquela pessoa, e quando vejo alguém assim, fico pensando, pensando, e vejo como minha vida é "boa" em relação a elas. Mesmo eu não sendo rica (estou longe disso), tenho casa, comida boa, roupa nova pra aquela festa e um cineminha de vez em quando.
    Nossa, esse comentário está um pouco (muito) grande, mas mesmo assim, quero dizer que adoro seu blog e te acho muito estilosa! Tenho vontade de ir aí e roubar sua botinha e sua jaqueta, ambas azuis, e sua meia de coraçõeszinhos.
    Um beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Lari, concordo com você. É realmente triste ver pessoas que têm tão pouco, e nós que temos muito em relação à elas, reclamando da vida. Isso serve pra gente dar mais valor para o que tem, né? E somos duas, também fico imaginando como é a vida dessas pessoas, como era... E que nada, não se preocupe de o comentário ter ficado grande, adorei ele! E obrigada por gostar daqui e do meu estilo, flor <3 Beijão!

      Excluir
  2. Meu Deus, a coisa mais rara do mundo é eu ler textos grandes. Mas esse eu li e nunca vou esquecer, valeu a pena os minutos que eu gastei lendo, imaginando a cena. É incrível como ele chegou á essa situação e continua sorrindo, cantando, tentando ser feliz. Por apenas algumas dificulades em minha vida, eu ja fico reclamando, agora eu penso nesse texto, imagino a cena como se eu estivesse lá, e vejo que não passo 1 terço do que esse homem deve ter passado. Esse texto me fez chorar, de verdade. Vou começar a ver a vida com outros olhos, a partir de agora. EU simplismente amei o texto, eu poderia compartilhar ele com meus leitores e familiares? Obrigada por esse texto, eu estava precisando disso pra enxergar que minha vida é boa, que estou bem, com saude, familia e amigos.
    Estou seguindo seu blog, beijos e que Deus te abençõe ♥ Like a Rock, Like a Roll | Fan page|Enquete

    Aaah, o blog vai completar 1 ano dia 9/06! clique aqui para mandar a sua homenagem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, esse texto serve pra gente valorizar mais a nossa vida. Fico feliz que tenha gostado, pode ficar à vontade para compartilhar com quem quiser :D Só não esqueça dos créditos, não fui eu que escrevi esse aí! hehe. Obrigada e seja bem-vinda chuchu <3

      Excluir