26 de junho de 2013

À espera do amor


Eu estou te esperando. Você sabe. E quando eu falo sobre você para as pessoas, elas falam que é para eu ter calma. E que ainda pode não ser a hora, e até que, quando for, vai ser incrível. Mas onde você está, afinal? Se é que você existe.

O problema é que eu anseio tanto pela tua chegada, que acabo imaginando o nosso encontro quase sempre. Quando eu vou ao mercado, imagino como seria se, por um acaso, você estivesse na mesma seção que eu. E então eu te perguntaria onde ficam os chocolates, e você pediria meu telefone. Porque, não sei se você sabe, mas eu sempre me perco em mercados.

Eu também penso em te conhecer quando vou para aquele clube em que sempre tocam as minhas bandas preferidas. No meio das luzes e da multidão, eu decidiria ir ao banheiro e esbarraria em você. Então você perguntaria meu nome e qual a minha música preferida. Por coincidência, a mesma que a sua.

É isso. Eu espero pelo nosso encontro. E cada vez que dou um passo para fora de casa, penso em como seria bom se a hora chegasse. Os sinos batessem, os pássaros alçassem voo, e a gente se cruzasse. Eu nem ao menos me preocupo com a minha aparência, pois sei que você não vai ligar pra isso. Também não me preocupo em aonde vai ser, com quem vai ser. Eu só crio as cenas na minha cabeça, te idealizo e te desenho, sem ao menos te conhecer.

Às vezes eu até confundo as coisas. Penso que você pode ser o melhor amigo, o passado de anos, o carinha que mora em outra cidade. Eu também confundo essa confusão com ansiedade, e então nós cegos se criam em minha cabeça. Você não tem ideia no quanto eu falo para mim mesma manter a calma, e aproveitar as coisas agora. Do jeito que estão. Mesmo sem você.

Você existe? Apenas me mande um sinal. Se você for realmente algo sólido e não criação da minha cabeça, eu fico melhor. Pelo menos saberei que você vem, nem que seja daqui a 10 ou 50 anos. Também pode ser daqui a 7 dias. Vai saber. De uma coisa eu tenho certeza, e é somente essa coisa que as pessoas ao meu redor estão certas: quando a hora chegar, vai ser realmente incrível. Com você.

9 comentários:

  1. Esse texto é simplesmente perfeito! <3
    Eu, as vezes, fico nessa ansiedade de conhecer logo a pessoa que seria "a certa" pra mim, e se ela existe e se está esperando por mim do mesmo jeito que eu, haha :)
    http://ceudeoutubro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos duas, Julia! E que bom que gostou, obrigada <3

      Excluir
  2. Que lindo Lari, adoro teus textos *-*

    ResponderExcluir
  3. Lindo texto, Larissa! Seu blog é maravilhoso. Você é uma garota incrível.
    Não se preocupe, existem muitos.

    Se tudo é como parece ser, tenho certeza de que nos "esbarraremos" em um dia qualquer e quem sabe depois, começaremos uma história juntos.
    Ótimo trabalho, continue assim!
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uau, muito muito obrigada! Fiquei curiosa agora, quem é você senhor anônimo? hahaha beijos <3

      Excluir
  4. Olá! Lindo texto moça bonita, eu também fico pensando nessas coisas, aaah, eu penso nisso toda hora, mas principalmente, na possibilidade de nunca ninguém me querer! :(, abaraços anjo! ♥ http://vivendo-com-surpresas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá lindona, que isso! Não pensa assim não, sempre vai existir alguém.. Beijinhos <3

      Excluir