13 de abril de 2015

Coração em cima


Escrito em baixo: frágil.

Quem nunca sofreu por antecedência? Quem nunca se cansou de lutar só, à espreita de um novo dia que poderá vir, que poderá apagar tudo o que ele causou ou só irá aumentar, um sentimento que de lado deixou?

Se em um momento estava lá, esperando para que desse certo. Em outro mudou, apagou, não mais permaneceu. Agora só a dor restou, só a saudade aumentou, enquanto o amor que também cresceu.

E você quer dizer coisas que não podem ser escritas. Ou gravadas em vídeos, ou deixadas debaixo da porta num pedaço de papel. Que não podem ser enviadas, digitadas, mas sim cuspidas. Quem muito guarda muito sofre, essa é a questão.

Mas ele não liga. Não vai atrás, ignora, não procura, some e não ama de volta. Os sonhos vêm e vão, da cabeça não sai, a música toca, você chora. E chega à conclusão.

De que amar mansinho é loucura, mas mais ainda seria não amar. Que você vai falar o que pensa, que você vai dizer o que quer sem medo do amanhã. Porque de qualquer forma ele vai chegar.

E então vem o outro dia, regado de esperança, o sol nasce e aquece seu vazio coração. Mas ele se enche de novo, correspondido ou não, não se arrepende. Ele bate por um motivo, bate por alguém, bate por ti. Bate por ele. É besteira achar que não vai encontrar quem o encha e o desperte. Querendo ou não...

Não desiste não, menina. Nem dos seus sonhos nem de si mesma. Se guarde mas não se esqueça de viver, ruim é não fazer e depois se arrepender. Viva. Mas não viva em vão.

2 comentários:

  1. Me vi nesse texto todinho, até parece que foi escrito para mim. E nessa fase da minha vida, se encaixou tudo no lugar, obrigado ashuash <3
    www.ficandosozinho.com.br

    ResponderExcluir