HISTÓRIA DA MODA: tudo aquilo que você não fazia ideia sobre o nosso passado

Foto retirada do Pinterest.

Quem aí também curte História da Moda? Pois bem.

Eu, como uma pessoa formada em Jornalismo, e atual estudante de Design de Moda, confesso: essa matéria é TUDO pra mim. Sou apaixonada real por história e tudo que envolve esse mundo, principalmente a arte! Uma das minhas matérias preferidas no semestre passado foi exatamente essa, e pasmem: era tipo 80% teoria. Mas eu amo demais - fazer o que, né?

Pensando nisso, resolvi compartilhar aqui com vocês um breve resumo do passado da moda; aquilo que imaginamos, supomos, mas não realmente sabemos.


Para ser um bom designer ou profissional (de qualquer área) de moda, é extremamente importante saber um pouco sobre a nossa História - afinal, é com o nosso passado que podemos pegar as melhores referências! Saber os aspectos geográficos, artísticos e culturais influencia diretamente na forma de trabalhar do profissional de moda; sem contar nas suas coleções.

Tudo começou daquele jeito que já sabemos: o homem teve a intuição de começar a se vestir com a pele e os pelos de animais, e a partir daí, tudo foi evoluindo! Hoje temos outra percepção do que é se vestir, muito além de apenas proteção. 


Após a Pré-História, temos como marco a Antiguidade Oriental, que conhecemos pelas roupas egípcias e gregas... lembrou, né? Outros povos também importantes dessa época foram os babilônios e os assírios; que criaram a escrita cuneiforme. Sim, o começo de tudo está aqui! Em relação a vestimenta, era super comum raspar os cabelos e usar perucas. Colares com pedras, cristais preciosos e contas de vidros eram utilizados, e nos pés, sandálias trançadas.

Curiosidade: as mulheres cretenses utilizavam uma saia longa, porém os seus seios estavam sempre a mostra; símbolo de fertilidade naquele tempo.


O Império Romano foi extremamente marcado pelo uso de bordados, pedrarias, brilhos e muita cor! O Império Bizantino toma conta do meu coração, confesso, e se eu pudesse, faria uma coleção inteirinha inspirada nesse mundo.



Também podemos ver nessa mesma época, que era a Idade Média, o uso em massa dos tecidos que foram começando a evoluir: sedas, linhos, lãs e veludos, compondo vestidos cheios e exuberantes. O uso do chapéu começou a ser difundido, juntamente com o Barbette - pedaço de tecido que saia das pontas do chapéu e ficava caído (em diferentes tamanhos).

A indumentária dos homens e das mulheres foi mudando, e o período final dessa época foi predominantemente marcado por epidemias e guerras.


Na Idade Moderna, temos como exemplo o Barroco, e eu tenho certeza que você já ouviu falar nesse nome! Foi aquela época marcada por grandes expressões, luz e sombra, e muito - muito drama. As rendas foram muito usadas, e uma gola gigante chamada Rufo surgiu entre as mulheres. Elas também passaram a usar anáguas por baixo de uma saia arredondada, dando ainda mais volume ao visual. 

As cinturas eram bem marcadas e as cores predominantes eram o vermelho-escarlate, vermelho-cereja e o azul escuro.


Na Idade Contemporânea, podemos identificar a Belle Époque - e nisso o nome já diz, foi uma época boa e que se iniciou após a Primeira Guerra Mundial; que preocupou fortemente a população.

A Art Nouveau teve singularidade no período, que foi marcado também pelas cinturas finíssimas das mulheres - elas tinham o objetivo de ter apenas 40cm na mesma. As saias tinham formato de sino, e os leques e chapéus eram usados como acessórios.


E então chega a Idade Contemporânea! Que se iniciou nos anos 1o, marcado pelas formas retas e alongadas, e a nossa musa Coco Chanel <3 Nessa década, assim como nos anos 20, a maquiagem ficou bem marcada com o uso do pó de arroz, e o batom vermelho na boca em formato de coração. As roupas de banho foram encurtando, e foi nesse mesmo período que surgiu o tailleur - uma espécie de terno com saia na parte de baixo.

Dos anos 30 para os anos atuais nós já temos uma ideia de como foi cada década, né? O que não sabemos, é que às vezes nos confundimos um pouco as características de cada uma! Pensando nisso, vou deixar imagens que ilustram bem esses anos, para vocês terem uma ideia dos itens mais marcantes. Quero fazer um post a parte falando mais detalhadamente de cada período, o que acham? Como eu já mencionei, História da Moda é real a minha paixão, então vou amar falar disso por aqui!



Anos 30/40 ♥ Saias rodadas e compridas, cinturas finas, New Look criado por Christian Dior, surgimento dos biquínis.


Anos 50 ♥ Anos Dourados, feminilidade, cinturas marcadas e surgimento do scarpin. Paris como centro lançador de moda <3


Anos 60 ♥ Geometria, psicodelia, Pop Art, modelo Twiggy.


Anos 70 ♥ Punks, hippies, surgimento do jeans e discotecas.


Anos 80 ♥ Couro, ombreiras altas, sensualidade e febre da ginástica. Cor, muita cor!


Anos 90 ♥ Grunge, básico, clubers e tribos urbanas.


ANOS 2000! AAAAATÉ QUE ENFIM HAHAHHA.

Me perdoem o post gigante, mas eu infelizmente não falei nem metade do que queria falar. A História da Moda é algo muito mágico, intenso e extremamente completo e complexo, então vale a pena a lida profunda sobre o assunto.

Pretendo vir com mais posts sobre isso, muito mais completos e com mais informações. O que acham?

Se você é ansiosa como eu e já quer ler/saber mais sobre o assunto, dá uma olhadinha nesse site que eu achei.

Espero que tenham gostado! Beijo e até o próximo post <3 

You May Also Like

0 comments