30 de novembro de 2014

Playlist: old but gold


Às vezes a bad invade de tal forma que, quando vamos ver, já estamos ouvindo Backstreet Boys e chorando litros. É. Ok, a parte de chorar eu pulo, mas a de ouvir os boys não! hahaha. Porque sim, hoje mesmo estava ouvindo e matando a saudade de épocas passadas <3 Nessa de ouvir uma musiquinha mais antiga acabei indo nas recomendações do Youtube e indo e indo até que... Bom, vocês vão ver na playlist da semana!



Backstreet Boys - I Want It That Way ♥ quem nunca já foi apaixonadinha por esses fofos? Hoje em dia eles estão mais velhos, ok, mas as músicas deles são clássicas hahaha ótimas para ouvir e chorar um pouquinho. Que bad hein.



The Calling - Wherever You Will Go ♥ aoooo Malhação! Nem sei ao certo se essa música já fez parte da trilha sonora, mas que lembra a novela, lembra e muito! Essa música é linda e ótima pra curtir uma fossa também, risos.



3 Doors Down - Here Without You ♥ essa é muito clássica de saber tocar no violão, né meu? A letra é linda, ela é apaixonante.



Hoobastank - The Reason ♥ sempre que escuto essa música, lembro de um amigo meu que curte a banda e pediu pra eu ouvi-la. Já conhecia a música, então não me surpreendeu, mas e esse clipe aí? Eu acho meio bizarro :o



The Cranberries - Zombie ♥ ahhh essa música é demais! A voz dessa mulher é impressionante e arrepia. Do cara***!



Oasis - Wonderwall ♥ I don't believe that anybody feels the way I do about you now... Ah, essa é demais! Me lembra de quando teve o dia do rock na Etec e meus amigos fizeram cover, que saudade!



Coldplay - The Scientist ♥ quer chorar? Toma essa aí!!!!!!



Aerosmith - I don't Want To Miss a Thing ♥ Olha, se tem uma coisa que eu não pretendo (pelo menos não penso nisso agora), é casar. Mas se um dia isso acontecer, com certeza entrarei com essa. Ou com essa:



Pink Floyd - Wish You Were Here ♥ música mais linda de todos os tempos define.

Ufa! Espero que curtam a bad como eu, ouvindo essas belezas! Porque não se faz mais música boa hoje em dia, hein? #chateada

Beijinhos e até o próximo post!


Ele e ela


Ela sonhava com aqueles príncipes, não os que chegavam com cavalo e tudo mais, mas com aqueles que davam flores de mentira só para que durassem para sempre. Não que ela ligasse tanto para isso, mas ela imaginava isso com ele todas as noites. Sonhava com beijos, mãos dadas e coisas do tipo. Não muito amorzinho ou típicos programas de casais, mas apenas como se os dois estivessem unidos tendo vida e pensamentos próprios. Apenas os sentimentos e os corações eram compartilhados.

Ele gostava da liberdade e achava o sorriso dela o mais lindo que já tinha visto, dentre tantas garotas que já havia se encantado. Claro que isso não era exatamente o suficiente para uma vida a dois como todo par teria que ser, mas era fundamental para que o coração dele batesse um pouquinho mais rápido. Ela brilhava para ele mas ele nem percebia, a não ser quando estava um pouco alterado e fora de si. Mas no fundo, bem lá no fundo, o carinho que nutriam um pelo outro era enorme.

Ela tinha olhos castanhos, os dele eram quase verdes. Eles não se viam sempre, mas quando se viam, parecia coisa de outro mundo. Conversavam sobre tudo e todos; falavam sobre suas expectativas de futuro e sobre o modo como viam o mundo. Falavam sobre o universo, uma nova música que acabou de ser lançada, e sobre sentimentos. Ele sobre a menina que estava procurando; ela, sobre ele, mas sem ele nem perceber.

"O que fazer quando estamos com alguém e não nos sentimos à vontade com essa pessoa?", ela se perguntava e dirigia à ele também a pergunta. "Você termina tudo, simples assim". Ele respondia. E ela só queria falar que a pessoa que fazia ela se sentir ela mesma, era ele. Simplesmente.

Demoraria tempo para ele perceber o que sentia, enquanto pensava que era apenas um carinho muito grande. Respeito e admiração. Mas nada disso era grande o suficiente para tudo que havia guardado dentro dele, com medo de as coisas saírem do controle ou tudo virar de cabeça para baixo. Ela tinha coragem para se arriscar sem pensar nas consequências mesmo tendo passado por situações parecidas tantas vezes, ele tinha consciência de como tudo podia dar errado. Ela não estava nem aí, ele pensava no futuro dos dois mais do que tudo. Mesmo que não fosse como um casal.

Ela ouvia músicas românticas e há pouco tempo pensava em outra pessoa, até vê-lo com outros olhos. Ele sabia que isso poderia não dar certo, mas se sentia no limite de esconder e evitar as coisas.

Eles se gostavam. Mas um não sabia dos sentimentos do outro. E isso seguiria assim, até que a vontade de arriscar partisse de ambos os lados, e fosse maior que o medo e todos os outros antônimos do amor.



28 de novembro de 2014

Vlog: Últimas aquisições!


AEEEE MANOOOOO! TEM VÍDEO NOVO! Pareço até o Fred da PQOGSPN falando assim hahaha bom dia, sol! Bom dia seus lindos!

Eu sei que sumi, sei que vivo prometendo postar vídeos e sou uma blogueira desnaturada, mas cumpro com o que eu digo, viu? Na verdade gravei esse vlog semana passada, aí enrolei pra editar porque o bendito programa fica travando </3 aí editei e a semana foi uma loucura, mas agora exxxtou postando!

Nele eu mostro as minhas coisas novas não tão novas assim porque, bom, eu não mostro aqui há um bom tempo, né? Me perdoem a edição e o baixo volume e o vídeo longo porémmm estou aprendendo ainda hahaha logo mais vocês verão vídeos meus mais aprimorados, I swear.

Dêem o play e ignorem minhas caretas:



Espero que tenham gostado, galera! E se tiverem sugestões de próximos vídeos, podem me falar <3

PS.: o próximo post vai ser sobre o show do Paul, vou alagar meu teclado fazendo ele, beijo procês!



13 de novembro de 2014

Sobre o filme mais fofo de todos os tempos


Aproveitando a foto do último post, um texto antiguinho escrito por mim, resolvi falar sobre o filme Lola, protagonizado pela polêêêmica Miley Cyrus. Vi umas resenhas falando mal do filme (ok, com críticas negativas, melhor dizendo), e também sei que ele é super conhecido pela galera e eu tô bem atrasadinha, mas nunca é tarde para resenhar algo que a gente gosta, né? Pois bem.

Eu já assisti umas 982783x esse filme - mentira, foram umas 4 vezes - e não me canso! Ele fala sobre a vida da Lola, também conhecida por Lol (em referência ao primeiro filme, "Rindo à toa", ou laghing out loud, whatever) e suas crises e problemas e, bom, essas coisas da adolescência. Ela passa por bads com a mãe, acaba com o namorado e se apaixona pelo melhor amigo que é melhor amigo do ex (êpa!), esse gato aí da foto. Enfim, coisas que toda guria adolescente passa. Não exatamente nessa ordem ou desse jeito, certinho, mas uma coisinha ou outra, acho que todo mundo já passou.

O que a Lola quer de verdade é ficar em paz com a mãe dela, já que elas são super diferentes; dar certo com o cara que é afim e passar por cima de tudo que a deixa mal, incluindo escola e amigos. No caminho ela vai aprendendo e passando por várias coisas, mas vivendo sempre com amor <3 Eu achei o filme bem fofinho, e as cenas com o Douglas Booth são AS MELHORES. A mãe da Lola é a linda da Demi Moore e temos no elenco até a Alice, de Crepúsculo. hehe

Ó o trailer pra quem ainda não viu (o que eu acho difícil), e se interessou:



O filme é de 2012, foi feito nos EUA (com cenas na lindíssima França), e tem 97 minutos. Quem quer assistir online acha fácil, mas recomendo dar uma procurada em locadora ou no canal Now, da Net. Espero que vocês gostem também, porque eu a-m-o esse filme!

Beijinhos