14 de maio de 2015

10 coisas que eu aprendi em menos de 3 meses

Imagem: Weheartit
1. Pessoas vão te machucar. E te iludir. E mentir pra você. Mas tudo bem, não se preocupa, o problema não é você - o mundo é assim e sempre vai ser. Principalmente se você for sensível e sentimental como eu, vai acabar acreditando em tudo que te dizem e, bom, acabar se entregando para algo ou alguém que não vai cumprir com as expectativas. A real é que as pessoas falam demais, mas na hora de agir e acordar sempre com o mesmo pensamento e desejo - de cumprirem sempre com o dito - fazem o contrário. Infelizmente </3

2. Mas dá pra aprender com isso, sabe? Muito. Dá pra amadurecer e até deixar de ter corpo mole e acreditar em qualquer frase fofinha que te falam. Ok, dá uma puta raiva, a gente se sente injustiçado e acha que o mundo conspira contra nós, mas sempre, preste atenção, SEMPRE dá pra tirar coisas boas mesmo da pior coisa possível que possa acontecer. O mundo gira e nada que é ruim dura para sempre - assim como nada que é bom, certo? Acontece, simples assim.

3. Querer tudo ao mesmo tempo, uma hora ou outra, vai te sugar por completo. Eu queria tanto trabalhar e estudar ao mesmo tempo, cuidar da casa, de mim, da minha família, amigos e relacionamentos. E não que eu não tenha conseguido; eu consegui e continuo até hoje. Mas a gente acaba tendo momentos de precipício ao querer tudo ao mesmo tempo. O melhor é manter o equilíbrio, pedir e aceitar ajuda, não estamos nem temos que estar sempre sozinhos.

4. O cuidado, proteção e preocupação que você tem com as pessoas à sua volta é proporcional ao descaso e frieza que você irá receber. Ok, nem sempre, nem de todo mundo. Mas geralmente é assim. Quando cuidamos demais e amamos muito, nem sempre as pessoas agem da mesma forma ou nos correspondem exatamente como queremos. Fazer papel de troxa é ótimo mesmo, né, migos? 

5. E ligar só piora as coisas. Demonstrar então, pior ainda. É triste, é cansativo e desgastante, mas desencanar pra tudo é a solução no fim das contas. Às vezes nós nos esforçamos demais para resolver algo que só vai se acertar com o tempo, e isso é um baita gasto de energia - desnecessário, ainda.

6. Tem pessoas que chegam e ficam pra valer, tem outras que em duas semanas já pulam fora. E você vai pensar que o problema é você, que você é um saco de pessoa e ninguém te aguenta e não consegue ficar encantado por você por muito tempo. Mas sei lá, acontece. Num momento queremos e no outro não queremos, mas nem sempre vão te dizer isso ou tentar fazer com que você fique com o pé no chão. Se mantenha por si mesma.

7. Não há nada como cuidados de mãe e vó. Nem se você for no médico, na macumba, na roda de oração (hehe). Nada cura mais que uma boa comida, um bom abraço, um boa noite com carinho e dias com as pessoas que mais te amam e se importam com você no mundo.

8. Nunca sabemos até tentar. A teoria nunca vai ser igual a prática, é fato. Eu por exemplo detestava a matéria de TV na faculdade, até fazer minha primeira entrevista. E me apaixonei, me encantei, apenas quero ser repórter agora, sabe? Não sabia disso até realmente ir lá e fazer.

9. Há muitas pessoas admiráveis no mundo. E, pelas circunstâncias da vida, até podemos nos decepcionar com elas um dia, mas elas continuam sendo como são. Entende isso? Tem gente que não tá mais na nossa vida mas quando entrou acrescentou um bocado, nos fez feliz por um tempo e, não importa o que tenha acontecido, elas são assim e pronto. Há pessoas que eu conheci e em pouco tempo já considero demais, outras nem tanto, e sempre teremos pessoas distintas assim nas nossas vidas. É intenso e hilário ao mesmo tempo.

10. Apesar de tudo, de tudo mesmo - das decepções, mágoas e ilusões, se apegar ainda é a melhor solução. Mesmo que não dê certo no fim, a gente aprende bastante, e sabe que fez o melhor que pôde. Não há sensação melhor do que ter a consciência limpa de saber que fizemos nossa parte e que, se não deu certo, não foi bem nossa culpa. Se apegar é triste mas é lindo, se entregar é mais ainda, e nos amadurece demais.

Um extra porque eu não poderia esquecer disso:

Não ligue para os outros. Nunca. Seja sempre você, por mais que a vida mostre o contrário. Não há ninguém, ninguém MESMO no mundo com as suas características e com os seus sentimentos, e quando ligamos para o que pensam ou vão pensar, nos limitamos muito. As pessoas vão gostar de você exatamente do jeito que você é, sem tirar nem por. E se não estão nem aí pra ti, você não deve ligar também. Só dê o melhor ao mundo, que ele também retribui da melhor maneira que puder.

Eu definitivamente amo listas.

Não sou a pessoa mais entendida, vivida ou madura do mundo, mas sempre passamos por fases em que refletimos e acabamos vendo o tanto de coisas que aprendemos nesse tempo. Espero que tenham gostado e levem isso pra vida como conselho de miga. Beijinhos e até o próximo post 

2 de maio de 2015

Top 10 (5): dicas para quem quer morar sozinha

Imagem: weheartit
Oi oi gente! Como vocês estão? Bom, o post de hoje é um top 5 mei diferente haha. A maioria das pessoas tem esse sonho em comum: morar sozinha, ter sua própria casa, seu cantinho. Pena que isso não é tão simples assim, quem pensa que é, tá é muito enganado. Depois de 1 ano passando por essa experiência, existem coisas que eu definitivamente tenho que compartilhar com o mundo. Claro que cada um tem seu jeito de lidar com esse tipo de coisa, mas como eu gosto de falar hahahah vamox lá:

1 ♥ Não compre 13789391829128 coisas quando for ao mercado. Logo nos primeiros meses eu ia e comprava uma pancada de coisa pro mês inteiro, e acabava estragando tudo. Aí eu ficava p*ta da vida, porque teria que ir ao mercado de novo. Tipo, ai, que saco. Quando você não tem um carro e tem que levar tudo na mão, à pé, tudo se torna mais difícil. Mas o ideal mesmo é ir pelo menos uma vez por semana e comprar as coisas aos poucos.

2 ♥ Se você puder pagar alguém pra limpar sua casa pelo menos uma vez por mês, faça isso. Nem que seja um mês sim e outro não porque, cara, nunca é a mesma coisa você limpando e alguém que é expert nisso. A casa fica com outra cara! Toda cheirosinha, limpinha. Daí é bom só ir mantendo depois.

3 ♥ Não procrastine. Claro que quem trabalha e estuda quer o fim de semana só pra morrer na cama, mas aí a louça não vai ser lavada sozinha, nem a roupa, nem a casa vai ser varrida espontaneamente. E nunca é bom deixar as coisas se acumularem porque aí vai se tornando uma bola de neve e quando você for parar para dar um jeito em tudo, vai ter pencas coisas pra fazer. O que é um saco. Não dá vontade nem de levantar e não dá pra saber por onde começar. Por isso minha próxima dica é:

4 ♥ Como já dito, não junte nada!!!!! Nem louça na pia, nem lixo, nem mil roupas pra lavar. Vai chegar uma hora que você não vai ter prato pra comer nem roupa pra usar HAHAHAHHA não digo isso por experiência própria, mas quase.

5 ♥ E, claro, aprenda a cozinhar. "Mas ai, Larissa, vou aprender como assim do nada?" tipo gente, eu fiquei a vida inteira comendo a comida da minha mãe sem nem ver como ela fazia, e quando tive que me virar, me virei, simplesmente. Baixei app, vi no youtube, pedi dicas, e hoje minha comida não é boa mas dá pra sobreviver pelo menos hehe. É bom comer fora de vez em quando também só pro caso de você não cozinhar bem como eu, daí uma comida diferente cai bem hahaha.

É quase tudo a mesma coisa, né? Ralar (risos). Tudo tem um preço, e morar sozinha é isso, mas até que é legal, sério. Dá pra se tornar mais independente, madura, e aprender muita coisa!

Espero que vocês tenham gostado, beijinhos e até o próximo post 

27 de abril de 2015

TAG: perguntas aleatórias


AI QUE LINDAS NA FOTO, SOCORRO HAHAHAHHA. Essa mina aí tava me enchendo o saco pra gravar vídeo comigo faz tempo, e num dia desses e tal conseguimos <3 escolhemos uma tag de perguntas bem aleatórias pra fazer por que a gente sabia, sim, que ia ficar super engraçado.

Estar com a Rafa e não rir pelo menos 90% do tempo é impossível.

Espero que vocês gostem, relevem as babaquices (a gente não falou sério em grande parte do tempo), sigam a Rafa no instagram e curtam a página dos Demodês no face hehe. Propaganda sim! Eles merecem :)


~as perguntas da tag~

1. Com o que você não pode sair de casa sem?
2. Marca favorita de maquiagem nacional e internacional?
3. Qual sua flor favorita?
4. Loja de roupa favorita?
5. Perfume favorito?
6. Saltos ou rasteiras?
7. Cor favorita?
8. Qual seu hidratante favorito?
9. Você pretende se casar?
10. Você se irrita fácil?
11. Você rói unhas?
12. Você já chegou perto da morte?
13. Onde você estava a 3 horas a trás?
14. Você está apaixonada?
15. Qual foi a ultima vez que foi ao shopping?
16. Você assistiu algum filme nos últimos 5 dias?
17. O que você está vestindo agora?
18. Última comida que vc comeu?
19. Qual seu animal favorito?
20. Quais seriam suas férias dos sonhos?
21. Quais seus planos pra hoje à noite?
22. O que você está ouvindo agora?
23. Você coleciona alguma coisa?
24. Você come fast food?
25. Qual o seu time?
26. Refrigerante favorito?
27. Suco favorito?
28. Qual o tipo de filme você gosta?
29. Qual estação você mais gosta?
30. Qual esporte você pratica?
31. Como você se auto-define?
32. Que tipo de musica você gosta e as que você não gosta?
33. Qual o seu chocolate favorito?
34. Qual o dia do seu aniversário?
35. Última musica que ouviu?

Coloquem na maior qualidade do vídeo pra ver mais bonitinho a gente, haha. Beijos e até o próximo post 

Ansiedade


Nervosismo. São essas e outras que me fazem roer as unhas, tirar a pele, respirar fundo e tomar chás em busca de alívio.

Por que, afinal? E se não tiver porquê? E se tiver mas nada disso adiantar, nenhum refúgio aliviar, nada nos juntar? 

Quando eu era menor e assistia às novelas na televisão, via casais dando errado e se separando o enredo inteiro para, no fim, ficarem juntos. E eu pensava comigo mesma "por que eles complicam tanto? por que não ficam logo, falam o que sentem um para o outro e tudo se resolve?".

Aí a gente cresce e vê que nada é tão simples assim. As pessoas não são obrigadas a nos tratar bem só porque queremos, tampouco porque gostamos delas ou algo do tipo. O que gera sentimento de ilusão, depois decepção e, por fim, nervosismo. A gente tenta se conformar com o vazio de sentimentos vindo do outro lado, mas anseia por um sim. A gente tenta superar o não mas ainda tem esperança de algo que possa acontecer, do nada, quando menos esperamos.

Pena que as coisas não funcionam desse jeito.

Mas a partir de hoje eu parei, e os vícios e manias da ansiedade serão deixados de lado junto com os pensamentos e sonhos que me perseguiam.